Campos de Leguminosas Forrageiras com S2 – Procedimentos para fruição

///Campos de Leguminosas Forrageiras com S2 – Procedimentos para fruição

Campos de Leguminosas Forrageiras com S2 – Procedimentos para fruição

A Comissão de Sementes e Mudas de São Paulo instrui os produtores de sementes de leguminosas forrageiras, das espécies que obtiveram autorização do Mapa para a instalação de campos de multiplicação com sementes com a categoria S2, conforme abaixo descrito:

 

 

 

“ Prezados Membros Subcomissão de Forrageiras,

Informamos que, sobre a questão de demanda de  S2 para as leguminosas e outras espécies para inscrição de campo de sementes, houve um parecer da Coordenação de Sementes e Mudas do Ministério da Agricultura onde o atendimento foi parcial. Assim para complementar esse atendimento foi aprovado que para as inscrições  de campo com sementes sem origem comprovada das espécies Calopogonium mucunoides, Canavalia ensiformis, Crotalaria breviflora, Crotalaria juncea, Crotalaria mucronata, Crotalaria ochroleuca, Crotalaria spectabilis, Crotalaria spp., Lupinus albus, Mucuna pruriens = Mucuna nivea, Mucuna pruriens var. utilis= Mucuna aterrima = Mucuna deeringiana, Neonotonia wighitii = Glycine javanica e Pueraria phaseoloides ,que ao  solicitar a inscrição do campo, o produtor inclua no SIGEF o LAUDO da CSM-SP (que será o mesmo para qualquer campo, o PDF do original assinado) e o Anexo desse laudo, com a declaração assinada por seu RT.

Assim segue em anexo o Laudo da CSM-SP e a Declaração que deverão ser apresentados.

Esse é o papel das Comissões de Sementes e Mudas (CSM) dos estados, junto ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento.

 

Atenciosamente

Sandra Ferreira

Secretaria executiva da CSM/SP”

Anexos

2018-06-25T10:56:07+00:00Categorias: Informes|